cara-metade

gosto de você porque não te levo problemas que não tinhas
porque entendo os defeitos que, antes de mim, em ti já via.
gosto de você porque não te gosto todo o dia
porque não sou exatamente a companheira que lhe convinha

porque para você, eu uso “te”, quando devia usar “lhe”

porque as vezes te odeio
e como és minha cara-metade
também te vejo meio feio.



 


Buscar