Fingimento

às vezes sou forte,
às vezes sou fraco.
procuro meu norte,
às vezes me atraco.

soluções pra problemas
busco sem estardalhaço
às vezes finjo que luto,
em outras aperto o passo

o medo maior sabe qual é?
— ouvi dizer num enterro —
que fulano se foi, pediu o boné,
por ter aprendido com cada erro
e se ver sem desafios nesse mister.

e eu que gosto da vida na Terra
e tenho — da morte(!) — um medo danado
finjo dores pra dizer que a vida emperra
só pra seguir vivo nesse mundo abençoado!



 


Buscar