quem sabe?

 

quando eu acordo, deixo meus sonhos sonhados no travesseiro
e levanto com os sonhos planejados quando acordado
os primeiros levam aos segundos, mas são por demais cifrados

no caminho do trabalho, fantasio com a escala de visitas
dependendo do meu dia – e por que não dos sonhos sonhados?
penso que me esperam famílias felizes, crianças, cachorros
ou caras sem humildade, moleques mimados, cachorros

no final do dia, normalmente nada coincide
ainda assim sigo fantasiando
desta vez sobre o que pode ter trazido meu trabalho
como, de forma sutil, a vida das pessoas pode ter mudado:
mais aquecidas no inverno
ou com um verão mais refrescado

penso que isso possa, quem sabe, dar-lhes condições de pensar e fazer diferente
que por isso possa começar a olhar as curvas da vida o cara quadrado
ou mesmo que o recém-nascido evite ficar resfriado

o que eu faço?

sou instalador de ar condicionado!



 


Buscar